Ladrão – Alguém que deliberadamente se apossa do que pertence ao outro sem permissão, especialmente alguém que pratica a fraude e o engano ou que rouba secretamente.

O que te vem a mente quando ouve esta palavra?

Homens maus, encapuzados, armando para te roubar algo ou mesmo matar?

O Ladrão vem exatamente para isso. Ele arma a emboscada e se prepara para atacar quando você menos espera. Essa é a sua função, te pegar de surpresa!

O inimigo das nossas almas não age de forma diferente, ele vem exatamente como um ladrão para te pegar totalmente desprevenido e roubar os tesouros que Deus já preparou para você, as promessas que estão muito perto de se cumprir. Quando falo sobre isso, sempre lembro de um incrível paralelo feito pelo Pr. Mike Taliaferro, pastor na África do Sul.

Vale a pena relembrar:

“Já vi leões caçando. Eles vivem em seu próprio território e não costumam perseguir as manadas migratórias. Ao contrário, caçam numa área específica. Quando um rebanho se aproxima de seu território, espreitam de longe. Os leões conhecem a direção do vento e sabem se colocar numa posição contrária, para que a presa não perceba sua presença. Muitas vezes, entretanto, não importa se a manada os percebe, tal a confiança que têm em si mesmos. Os leões costumam perseguir uma manada, sem pressa, sem correria, gerando medo nos animais. Ele deseja vê-los em disparada, assombrados. Aos olhos humanos, o recuo da manada é algo normal, mas não para o leão. Ele vê ali o seu almoço. Observa os animais velhos, cansados e feridos da manada. Aquele que estiver levemente manco, algo imperceptível ao olho humano, é prontamente notado pelo leão. Ele assusta a manada, a fim de destacar o fraco. Depois de escolher a presa, ele deixa todos os outros de lado, para saltar sobre o que foi escolhido.”

 É incrível perceber tantas coincidências no ataque tanto do Ladrão quanto do Leão. Ambos atacam de surpresa, ambos amedrontam, ambos agem de forma fria e calculada, exatamente como faz o inimigo das nossas almas.

“Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar. Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo.” 1 Pedro 5:8-9

Em Jesus podemos todas as coisas e vencemos todos os males que queiram nos atingir. Ele é a porta que nos conduz a um lugar seguro. Quando decidimos entrar por esta porta ficamos totalmente blindados e protegidos contra o mal, porém devemos ter cuidado para não permitir que a porta se abra e venhamos ficar vulneráveis.

“Eu sou a porta, quem entra por mim será salvo.” João 10:9

 Como mantemos uma porta bem fechada?

A porta deve ter trancas, e para estas trancas, chaves.

Jesus é a porta para a nossa salvação, porém quem possui as chaves para que ela permaneça bem fechada somos nós. Quem sabe a Porta na sua vida está apenas encostada. Quem sabe está fechada, mas não trancada, ou então totalmente escancarada. CUIDADO!

Já sonhei muitas vezes com ladrões.

Certa vez sonhei que ladrões corriam atrás de mim na intenção de matar, no sonho eu corria desesperadamente, foi quando avistei uma casa abandonada. Entrei o mais rápido que pude e fechei a porta tentando de todas as formas me proteger. Eles arrombaram a porta de madeira já muito velha e conseguiram entrar, eu estava simplesmente sem saída. Quando se aproximaram eu apenas levantei as minhas mãos e disse:  O SANGUE DE JESUS TEM PODER!

Quando terminei de falar os ladrões viraram cinza na minha frente, como que fulminados por um poder sobrenatural e eu acordei.

Entendi claramente que os ladrões no meu sonho simbolizavam o inimigo com raiva de mim, mas também entendi que eu possuía uma arma importante, o sangue de Jesus na minha vida e o poder que este sangue tem.

Há uns dias atrás sonhei que eu e minha família morávamos em uma casa muito grande e moderna, muito bela, iluminada e toda de vidro, chamou-me muito a atenção os altos paredões de vidro que ela possuía. De repente percebi que ladrões rodeavam a casa e eles se preparavam para atacar. Senti muito medo e pensei: COM CERTEZA CONSEGUIRÃO ENTRAR, IRÃO ATIRAR NOS VIDROS E ENTÃO NOS MATARÃO.

Tão rápido quanto meu pensamento, os ladrões se posicionaram e começaram a atirar com vários tipos de armas. Olhei para os vidros e então percebi que eram totalmente Blindados à prova de balas. Senti um grande alívio por saber que não poderiam nos atingir e então acordei.

No último sonho que tive, estava participando de uma festa de casamento, quando uma quadrilha adentrou o lugar atirando para todos os lados. Os convidados começaram a correr em desespero tentando fugir das balas perdidas. De repente  me vi do lado de fora do salão aguardando a minha mãe para então fugirmos juntas. Quando a avistei e ela conseguiu se aproximar, fomos totalmente cercadas por aquela quadrilha fortemente armada. Dois ladrões posicionaram-se na minha frente prontos para atirar. Neste momento, ao mesmo tempo em que eu estava no sonho, também assistia aquela cena, me via cercada pela quadrilha junto com a minha mãe e como um filme em câmera lenta vi quando os ladrões puxaram o gatilho e dispararam 4 tiros na minha direção. Nenhum pode me atingir, havia na minha frente como que um paredão invisível e nenhuma bala conseguia passar a barreira. Fiquei extasiada e simplesmente impressionada com aquela situação, os bandidos demonstraram pavor e saíram correndo sem entender o que acontecia.

Neste momento minha mãe olhou para mim e disse:

-Filha. Isto é Deus! Ele está te mostrando a forma como te usará.

Acordei impressionada com este sonho e imaginando o que Deus poderia estar querendo me dizer. Afinal foram três sonhos consecutivos e todos com ladrões.

No outro dia pela manhã um amigo me chamou e compartilhou comigo dois sonhos. Em ambos ele via ladrões entrando em sua casa durante a noite e querendo destruí-lo, então uma voz o alertava a usar todas as trancas das portas. As portas tinham mais de uma tranca, porém não eram usadas.

Seria um mero acaso ou então apenas coincidência? Ou devo me preocupar e tomar uma posição diante dos ladrões que estão querendo roubar algo precioso? Assim como os ladrões que assaltam casas, roubam carteiras e até matam pessoas, o inimigo das nossas almas também se levanta para tentar nos roubar.

Talvez neste momento você esteja pensando:

O que o inimigo poderia querer roubar de mim? Não possuo nada muito valioso.

O fato de você existir e ter entregue a sua vida a Jesus abala as estruturas do inferno. O diabo é como o leão citado pelo pastor Mike da África, ele consegue captar, ver, perceber coisas que os nossos sentidos humanos não percebem. Ele sabe quando você está fraco e quando a porta que é Cristo não está bem fechada, ele percebe a brecha na porta e vê ali uma ótima oportunidade de entrar e roubar. Talvez aos olhos da maioria você é apenas mais um, uma pessoa normal como todas as outras, porém o seu inimigo já conseguiu captar e compreender a sua essência e se você entregou a sua vida a Jesus e o tem servido fielmente, o perfume que exala através de você é exatamente como o cheiro da caça para o leão faminto ou como uma oportunidade imperdível de roubo para um ladrão. Ele não se contém e então começa a armar de forma fria e calculista o seu ataque.

Jesus é a porta da vida e salvação pela qual podemos entrar e estar seguros, porém infelizmente muitos tem optado pela porta da morte, andando por caminhos contrários à vontade de Deus, presos por satanás.

José quando estava na casa de Faraó, teve a porta aberta do quarto da esposa do governador, que o convidou para se deitar com ele. A porta estava aberta, mas ele não entrou por ela. Ele percebeu que aquela era uma oportunidade a ser evitada e a evitou (Gn. 39). José soube renunciar a porta de morte e foi honrado por Deus, vendo seus sonhos tornarem-se reais.

Li um texto que falava sobre as características desta porta que é Jesus.

Compartilho com você:

CARACTERÍSTICAS DA PORTA CHAMADA JESUS:

Ela é móvel e fixa:
Móvel porque está onde estamos. Entramos nela, não importa onde estejamos geográfica e psicologicamente. É como uma trave de gol que podemos mover. No caso, ela é quem se move para nos alcançar.
Fixa porque sabemos onde ela se encontra. Está na cruz, para onde podemos olhar, mirar, alcançar e entrar.

Ela é larga e estreita:
Larga porque nos cabe a todos, não importa o tamanho de nosso corpo ou o nosso jeito de ser.
Estreita porque exige de nós disposição para uma nova vida.

Ela é aberta e fechada:
Aberta para todos quantos querem entrar por ela.
Fechada para todos quantos não querem entrar por ela.

Para que serve a porta chamada Jesus? O resultado pode ser visto na vida de quem já entrou por ela. Simplesmente vale a pena.

Se Jesus é a porta da vida e salvação e nós possuímos as chaves. Que chaves seriam estas?

Oração e Jejum.

Estas são duas chaves que podem te manter seguro na porta que é Jesus. Se você usar estas chaves e trancar a porta não deixando nenhuma fresta, brecha, o ladrão não poderá entrar e consequentemente não te roubará, nem matará.

Na bíblia temos muitos exemplos de homens e mulheres de Deus que entraram pela porta que é Jesus. Estes homens e mulheres obtiveram grandes vitórias porque souberam no momento certo usar as chaves do Jejum e da Oração.

Moisés pela sua interseção e jejum de quarenta dias, salvou o povo Israel da destruição como nação. Jesus falou aos discípulos que a oração e o jejum podem vencer as forças do mal, expulsar demônios e mover montanhas.

Daniel, grande homem de Deus, jejuou vinte e um dias até que as forças do príncipe das trevas foram quebradas, e sua nação foi liberta. Daniel sabia que a chave para a vitória era a oração e o jejum.

João Batista, através do seu jejum, preparou o caminho para a vinda do Messias.

O jejum vence batalhas e coloca o inimigo para correr!

Ester ao saber que seu povo estava condenado a morte sem que ninguém pudesse salvá-lo, usou as chaves do jejum e oração fechando a porta de morte e alcançando a salvação do seu povo.

Jabez  através da chave da oração abriu a porta de um futuro de bênçãos e honra, anulando completamente o destino cruel traçado para sua vida. Do homem desprezado por todos, inclusive pela própria família, ele tornou-se o mais ilustre entre seus irmãos.

Neemias não deixou brechas. Enquanto reconstruía os muros enfrentou muitos ataques de satanás. Como ele conseguiu enfrentar tudo isso e obter a vitória? Ele orou.

“Porém nós oramos ao nosso Deus e pusemos uma guarda contra eles, de dia e de noite.”  Neemias 4:9

Não nos faltam exemplos de vitória obtida na oração e no jejum.

“Orai sem cessar.”  1 Tessalonicenses 5:17

 “Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.”  Mateus 17:21

“E disse-lhes: Esta casta não pode sair com coisa alguma, a não ser com oração e jejum.”  Marcos 9:29

O diabo, nosso inimigo vem muitas vezes como um ladrão tentando roubar de nós aquilo de mais precioso que temos. Nossa fé. Ele sabe que atingindo a nossa fé e confiança em Deus desestabiliza toda a nossa estrutura espiritual, ficamos fracos e consequentemente abrimos brechas para que o ladrão possa entrar e roubar o que quiser.

Infelizmente além do diabo, nosso adversário, também podemos encontrar pessoas “ladras” pelo caminho. Estas pessoas permitem-se ser usadas pelo inimigo e então através de palavras (murmuração), atitudes, inveja e até pensamentos, roubam nossos sonhos, expectativa, alegria de viver, confiança… São pessoas frias e que não tem dificuldade alguma em armar, calcular a forma de ataque. Seu desejo é ver o alvo destruído por completo, ou então fraco demais para se levantar novamente. Pessoas que não são o que pensamos que são. Sua aparência nos engana a tal ponto que quando percebemos já fomos assaltados e perdemos coisas muito valiosas. Não imaginávamos que aqueles que se escondiam na luz do dia caminhando normalmente como todo mundo, a noite vestiam a sua máscara e armavam a morte (espiritual e até física).

Estamos rodeados por estas pessoas, mas nem sempre as percebemos. Não é possível olhar e simplesmente saber, a não ser que você possua um fator de grande importância. O DISCERNIMENTO ESPIRITUAL.

Tem aparência de que vive, mas está morto.

“Eu vim para que tenham vida e vida com abundância” João 10.10

Frequentemente julgamos os outros pela aparência. Observamos o comportamento e tentamos entender os motivos. Jesus julga os corações. Ele vê o caráter verdadeiro de cada pessoa.

Nunca esqueço quando em uma situação difícil da minha vida, Deus usou alguém que não me conhecia e falou de forma profunda comigo. Uma frase permaneceu muito viva no meu coração.

VOCÊS NÃO ENXERGAM. VOCÊS NÃO VÊEM. EU VEJO O INTERNO E O OCULTO.

Deus vê o que nós não vemos. Você pode ter aparência de vivo e suas obras podem parecer muito saudáveis, mas só Deus sabe se você na verdade já não está quase ou totalmente morto.

“Ao anjo da igreja em Sardes escreva: Estas são as palavras daquele que tem os sete espíritos de Deus e as sete estrelas. Conheço as suas obras; você tem fama de estar vivo, mas está morto.

Esteja atento! Fortaleça o que resta e que estava para morrer, pois não achei suas obras perfeitas aos olhos do meu Deus. Lembre-se portanto, do que você recebeu e ouviu; obedeça e arrependa-se. Mas se você não estiver atento, virei como um ladrão e você não saberá a que hora virei contra você.

No entanto, você tem aí em Sardes uns poucos que não contaminaram as suas vestes. Eles andarão comigo, vestidos de branco, pois são dignos. O vencedor será igualmente vestido de branco. Jamais apagarei o seu nome do livro da vida, mas o reconhecerei diante do meu Pai e dos seus anjos.

Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas.”  Apocalipse 3:1-6

Quando Deus enviou esta carta ao mensageiro da Igreja em Sardes, ele contrariou a impressão popular dos discípulos, a impressão que todos tinham da igreja. Apesar de ter a reputação de uma igreja forte e ativa, ele viu as falhas e sabia que aquela congregação já estava quase morta. Se não voltasse a viver, seria tomada de surpresa, como por um ladrão.

Encontramos em vários versículos da bíblia a figura do ladrão encontrando pessoas desprevenidas. Jesus empregou esta ideias várias vezes entre os judeus.

“Mas considerai isto: Se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa.”  Mateus 24:43

“Sabei porém isto: Que se o pai de família soubesse a que hora havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa.”  Lucas 12:39

Os apóstolos também imitaram este exemplo nas suas cartas…

“Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite. Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida e de modo nenhum escaparão. Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão.”  1 Tessalonicenses 5:2-4

Sardes era uma cidade próspera, que possuía muitos tesouros. Os soldados persas observaram um soldado de Sardes descer os rochedos e depois subiram pelo mesmo caminho para tomar a cidade de surpresa durante a noite. Assim, a cidade inexpugnável caiu quando o inimigo chegou como um ladrão na noite.

Isso é muito forte. A cidade caiu porque o inimigo chegou como um ladrão na noite e a pegou de surpresa, desprevenida. Infelizmente é exatamente desta forma que o inimigo das nossas almas tem feito muitos cair. Estão dentro das igrejas, louvam, erguem as mãos, pregam e até pastoreiam e perante os olhos de Deus estão mortos, já cheiram mal. Aparentemente tem fama de que vivem, mas já morreram há muito tempo. O mais triste é saber que estes mortos estão aos poucos matando outros ao seu redor e como um ladrão estão roubando o mais precioso que uma pessoa pode ter. Sua salvação.

Não existe outro modo de se proteger do ladrão senão mantendo a porta bem trancada.

Minha família e eu moramos em um apartamento. Nossa porta (entrada) possui três trancas e aquele sistema de segurança que não abre pelo lado de fora, apenas quem está dentro de casa pode abrir a porta. Na correria do dia a dia acabamos nos sentindo seguros com o fato de que ninguém poderá girar a fechadura e entrar se não abrirmos. Acabamos não usando a chave e obviamente não trancamos a porta. Quando chega a noite, sentimos a necessidade de trancá-la, afinal iremos dormir e a porta precisa estar bem fechada, porém ela não está totalmente fechada porque usamos apenas uma das três trancas que possui. Quando resolvemos viajar e passar alguns dias fora de casa, temos o cuidado de usar a segunda tranca, mantendo assim a casa mais segura. Porque não usamos as três trancas e fechamos a porta da forma correta? Porque confiamos que no dia a dia e principalmente durante o dia estaremos seguros apenas com o sistema de segurança básico? Porque quando chega a noite sentimos de forma automática a necessidade de usar pelo menos uma das trancas?

Queridos!

Deus me ensinou uma grande lição através da porta da minha casa. Por isso digo, preste atenção nos detalhes, nem sempre Deus fala de forma audível, mas está a todo momento falando.

Conosco não acontece diferente do que citei acima.

Jesus é a nossa porta de salvação, é a porta da vida eterna.

Você pode decidir entrar ou não por esta porta, mas se entrar porque não mantê-la fechada com total segurança?

Muitas vezes Jesus está na nossa vida de uma forma muito básica. Nós o aceitamos, sabemos que Ele nos ama, perdoa e na correria do dia a dia isso é suficiente. Jesus está comigo, não preciso me preocupar muito.

Mas então as “noites” da vida começam a chegar, e sempre chegam. De repente você percebe que não pode permanecer apenas como está, precisa de mais segurança e então resolve usar a tranca da porta. Você usa a chave da Oração e passa a se sentir mais seguro.

Os dias passam e chegam os momentos de solidão e perigo, guerras espirituais, batalhas intensas que você parece não conseguir vencer, sua vontade é desistir de tudo. Você se sente inseguro e precisa fazer algo a respeito, então reconhece que precisa de forma urgente usar a segunda tranca da porta, usar a chave do Jejum. Você sabe que recorrendo a ela estará muito mais seguro, o ladrão poderá tentar entrar, mas será muito difícil conseguir. Será que com estas duas chaves você estará totalmente protegido contra o ladrão?

Quantas trancas existem na porta da sua vida? Você acha suficiente o modo básico de segurança? Tem confiado em apenas uma das trancas para estar seguro? Se o ladrão tentar te assaltar hoje, ele conseguirá abrir a porta do seu coração?

Vivemos dias difíceis e o inimigo anda como um ladrão, como um leão, rondando e tentando te amedrontar, entrar no seu local seguro e bagunçar tudo.

Preciso ser sincera com você. Existem apenas duas opções:

Permitir que o ladrão entre e roube todas as suas bênçãos ou então levantar a cabeça e usar todas as trancas que sua porta possui. Você pode usar a chave da oração, do jejum, a chave que fecha os teus olhos para ver o que não deve, a chave que fecha a sua boca para não murmurar, a chave que fecha o seu coração para não se enganar com sentimentos passageiros e que não provém de Deus, a chave que fecha as brechas na sua vida para que o inimigo nem tente entrar.

Usar estas chaves não é muito fácil, mas se você não usá-las estará exposto a todos os perigos que rondam os filhos de Deus.

Quando você está doente, sabe que precisa tomar um remédio para se curar. Você não gosta de tomar remédio, porém sabe que é necessário tomá-lo ou então ficará cada vez mais enfermo.

Quando estamos enfrentando luta, batalha espiritual, ataques do inimigo contra nós, a situação não é diferente. Você pode não achar muito confortável, mas precisa fazer algo a respeito e não existe outro remédio para este problema senão, USAR  AS CHAVES.

O bom soldado toma a armadura de Deus e vigia constantemente com perseverança e oração. (Efésios 6.18 – Colossenses 4.2)

Já faz alguns dias que comecei a escrever este texto e sinceramente pensei que não conseguiria terminá-lo. Eu sentava para escrever e minha mente simplesmente ficava zerada. Deus queria me proporcionar experiência e me mostrar que não é o meu talento que faz um novo texto nascer, mas o seu poder na minha vida e a inspiração do Espírito Santo me guiando em cada palavra escrita. Sem isso eu simplesmente não escrevo nada.

Por um momento pensei que este não era o tema aprovado por Deus, mas então Ele com o seu precioso amor começou a falar comigo de muitas formas e confirmar esta palavra no meu coração.

Na quarta feira eu estava quase desistindo de encerrar o texto, quando uma senhora já de bastante idade chegou no meu trabalho. Sentou-se e pediu ajuda com um problema pessoal. Enquanto eu tentava conseguir tudo o que precisava, ela simplesmente começou a me contar que ladrões estavam quase todas as noites jogando pedras na sua casa e isso a estava deixando apavorada. Seguiu contando que há uns dias atrás foi assaltada na rua e então começou a dar detalhes da forma que foi atacada pelo ladrão.

Ela dizia:

“Era noite, o ladrão me assustou muito. Colocou uma faca na minha garganta e começou a ameaçar. A voz do ladrão era diferente, ele falava de uma forma diferente… Senti muito medo, mas resolvi lutar pela minha vida e com as minhas unhas o ataquei. Nem sei bem como tudo aconteceu, vi o peito dele sangrando, ele saiu correndo e me deixou.”

O fato desta mulher que não conheço, ter entrado no meu local de trabalho e contado toda esta situação, foi o último sinal que precisava para conseguir encerar estas palavras.

Não sei como está a condição da sua vida, nem sei quantos ladrões possam estar te rondando ou tentando te amedrontar, mas eu sei que estas palavras que você acabou de ler não nasceram do meu, mas do coração de Deus para você, para mim.

O Senhor está te alertando. Vigia filho! Oração é importante, mas existem momentos que só oração não basta, você precisa jejuar. Use todas as trancas e chaves que possui para se proteger do inimigo e seus enviados. Ele não dorme, se você permitir brechas ele entrará e te destruirá por completo. Não estou exagerando, é exatamente isso que ele faz. Não é tempo de brincar de ser crente, nem de viver confiando no “básico” de uma vida cristã. Frequentar cultos não garante a sua salvação, levantar as mãos, cantar, pregar, não garantem segurança e livramento. Ou você vive de corpo e alma para Deus e se abstêm dos pratos de satanás ou você está no grupo dos mortos ou quase mortos.

Ou você é ou então não é. Não se conforme em estar “mais ou menos” na presença de Deus, com a porta levemente aberta…

Deus deseja levantar seus filhos e usá-los com Poder e Glória neste tempo. Ele deseja te cercar com a sua proteção e te livrar dos ataques dos ladrões que querem roubar suas bênçãos e promessas.

Qual a diferença entre o que serve fielmente e o que não serve?

O que não serve será atacado pelo ladrão e então MORRERÁ.

O que serve fielmente será atacado pelo ladrão e DEUS O LIVRARÁ. (Como no sonho em que barreiras invisíveis se erguiam em minha proteção. É isso que Deus faz.)

Que você possa ao ler estas palavras, decidir viver, mas viver de forma intensa e verdadeira a sua fé em Cristo Jesus, que você possa ser um crente fiel que decidiu usar todas as chaves e armas que possui contra o inimigo e seus ataques.

Não tenha dúvidas, Deus te guiará e protegerá. Você terá testemunhos de grandes livramentos para contar e o inimigo ficará frustrado por saber que em você ele não toca.

Você é BLINDADO contra ele!

Este texto é do coração de Deus para você Filho, Filha… Você não está lendo por um acaso.

A mensagem foi entregue, o recado dado. És muito precioso e o Pai deseja te proteger de tudo que se levanta para destruir, porém somente você pode permitir que Ele o proteja. Quando permitir, tenha o cuidado de manter esta porta bem fechada e livre de qualquer brechinha.

“Você é o que você próprio criou. Cedendo a Satanás e às suas pressões, você pode abrir brechas para que os adversários atinjam seu espírito e o destruam. Seus problemas podem tornar-se uma pedra de tropeço ou um degrau que o leve a um lugar mais alto. Podem tornar-se seu mestre, ou seu servo.”  Tommy Barnett

Deus abençoe grandemente a sua vida.

Abraço.

Iny Andrade.

 
Anúncios